Notícias

07 de dezembro de 2017
Mulher passando protetor solar nos ombros | Como escolher o melhor protetor solar

Como escolher o melhor protetor solar

O verão já está batendo na porta e, se você mora no Rio de Janeiro, sabe que ele vem muito antes do previsto e fica bem mais tempo. Nesse período e na vontade de pegar uma corzinha, passamos muito mais tempo expostos ao sol, mesmo se não formos à praia.

“Tomar um solzinho” é muito importante sim, já que o sol é o grande responsável pela vitamina D no nosso corpo, e sem ela os índices de doenças imunológicas, diabetes tipo 1 e até da depressão aumentam.

Por conta disso, o protetor solar deve ser o seu melhor amigo daqui para frente. É com ele que você vai conseguir pegar um bronze e continuar com a pele saudável.

Mulher passando as mãos no rosto | Como escolher o melhor protetor solar

 

O que é uma pele protegida?

Uma pele protegida é aquela que não apresenta sinais de vermelhidão ou queimaduras quando exposta ao sol. Quando ficamos expostos à luz do sol, conseguimos passar alguns minutos sem que nossa pele sofra efeito algum, mas esse tempo é bem curto e para prolonga-lo precisamos dos filtros solares.

 

Mulher escolhendo produtos em um supermercado | Como escolher o melhor protetor solar

Como escolher o melhor protetor solar

FPS

FPS significa fator de proteção solar, que representa o tempo a mais que a sua pele fica protegida do sol. Por exemplo, se você tem uma pele bem clara, que costuma sentir os efeitos do sol em 5 minutos, usando um protetor com FPS 15 você se protege 15 vezes esse tempo, ou seja, uma hora e quinze minutos.

O mesmo protetor em uma pele escura, que sofre os efeitos do sol a partir de dez minutos de exposição, protegeria por 150 minutos.

Contrariando a crença popular, o protetor solar não será mais forte se o FPS for alto. O que significa é que ele protege por mais tempo.

Como escolher o FPS

Se sua pele ficar vermelha mesmo utilizando filtro solar, você está usando um com FPS inferior ao que precisa ou reaplicando com uma frequência menor do que o necessário.

Raios UVA e UVB

Os raios UVA são os raios solares que atingem as camadas mais profundas da pele, causando o envelhecimento precoce e outros danos. Já os raios UVB atingem as camadas mais superficiais, causando vermelhidões e leves queimaduras. Esse tipo de radiação é capaz de ultrapassar as nuvens também, por isso o protetor é indicado mesmo em dias nublados.

O cálculo de quanto tempo sua pele fica protegida desses raios é o mesmo do FPS: os minutos em que a sua pele aguenta ficar no sol sem ser prejudicada multiplicados pelo valor do FPS.

As roupas conseguem proteger a pele contra os raios solares, mas as áreas expostas precisam ser protegidas com filtro solar, mesmo em dias em que o plano não é ir à praia.

PABA Free

Mesmo que o produto seja dermatologicamente testado, é muito difícil garantir que nenhuma pessoa no mundo tenha alergia a ele. Alguns protetores solares são “livres de PABA”, uma substância que pode causar alergias, então, se você tem uma pele um pouco mais sensível, procure esse tipo de protetor.

Essa substância também aumenta o risco de câncer de pele, ao invés de protegê-la.

Oil Free

Pessoas com peles oleosas ou mistas (quando a oleosidade se concentra na região T do rosto) devem procurar por protetores “oil free”, que não tem óleos em sua composição, ou “oil control”, que contém partículas que absorvem a oleosidade que a pele produz.

Consistência

Aquele creme branco não é o único tipo de protetor disponível. Também existem versões em gel e spray, por exemplo.
O creme é a melhor opção para pessoas com peles secas ou envelhecidas, já que contam com propriedades hidratantes. Pessoas com peles oleosas ou com acne, devem evitar os cremes, principalmente no rosto.

O spray é o mais prático, ele espalha bem e não deixa a pele com aquela sensação gordurosa. Pessoas com a pele oleosa devem escolher o spray, mas é preciso saber que essa versão requer reaplicação mais frequente, principalmente quando há contato com a água.

O gel não oferece a melhor proteção, por isso é costuma ser indicado para peles escuras. A textura menos gordurosa também o torna uma boa opção para peles oleosas.

Protetor facial

Para o rosto, utilize um protetor específico. A face pede um fator de proteção maior e que, de preferência, não prejudique os poros. Não se esqueça dos lábios, eles são muito sensíveis à exposição solar também, então tenha sempre um batom hidratante com filtro solar por perto ou um protetor labial.

Homem colocando protetor solar nas mãos | Como escolher o melhor protetor solarComo aplicar o protetor solar

Aplique o protetor na pele de 20 a 30 minutos antes de se expor ao sol, já que o produto não é absorvido pela pele imediatamente. Balance bem a embalagem para que todos os ingredientes estejam bem misturados. Para a reaplicação, faça as contas levando em consideração o FPS escolhido ou reaplique sempre que você nadar, suar ou usar uma toalha.

Dermatologia no Rio de Janeiro

Ficou com alguma dúvida? Conheça o departamento de dermatologia da Proattiva, clínica médica no Méier. Nossos dermatologistas podem te ajudar a encontrar a melhor opção de protetor solar para você, e dar a sua pele o cuidado que ela merece.

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *