Notícias

23 de Fevereiro de 2018
Lesões ligamentares do joelho

Lesões ligamentares do joelho

Ronaldo Fenômeno sofre lesão no joelho | Lesões ligamentares do joelho Quando Ronaldo Fenômeno sofreu uma lesão no joelho direito no meio de uma partida, todo mundo achou que a sua carreira tinha acabado. Nem mesmo o jogador e a equipe que cuidava dele estavam otimistas sobre um possível retorno aos gramados.

Mas ele voltou. Após 16 meses entre cirurgias e muita fisioterapia, Ronaldo voltou com tudo marcando os dois gols que deram a vitória ao Brasil na Copa de 2002, provando que lesões no joelho não significam o fim.

Lesões ligamentares no joelho

Dezesseis meses pode parecer muito tempo, mas os joelhos são articulações muito complexas, com músculos, ossos, cartilagem e ligamentos, e é exatamente por isso que eles são tão vulneráveis.

Os joelhos precisam suportar o peso do corpo inteiro, e são os ligamentos os responsáveis por garantir que os ossos se desloquem normalmente. Qualquer movimento que force a articulação de maneira anormal pode fazer com que o ligamento se rompa, causando a lesão.

Existem quatro ligamentos principais no joelho, e todos eles são propensos a sofrer lesões.

Ligamentos do Joelho

As lesões podem acontecer com qualquer um, mas são mais comuns em atletas e pessoas que realizam grandes esforços físicos, como aconteceu com Ronaldo Fenômeno em campo.

Também não são raros casos de lesões ligamentares nos joelhos entre pessoas que sofreram acidentes de carro, acidentes domésticos e doenças ortopédicas, como a artrose.

Casal fazendo alongamento | Lesões ligamentares do joelho Como cuidar dos joelhos durante atividades físicas?

Primeiro de tudo, tenha acompanhamento profissional durante as atividades e liberação de um médico para o início da prática.

Na malhação, acrescente alguns exercícios para fortalecer a musculatura dessa região. Preste muita atenção para não sobrecarregar uma das pernas e na sua postura ao realizar os exercícios, principalmente agachamentos, que forçam os ligamentos.

Na corrida, os cuidados devem ser redobrados. Muitos casos de lesões acontecem por movimentos bruscos de mudança de direção, por isso é preciso ter muita atenção em cada passo, escolher um tênis apropriado e um local próprio para correr.

Mulheres devem tomar ainda mais cuidado, já que são as maiores vítimas de lesões por causa de corridas. Isso acontece porque no corpo das mulheres o recrutamento do grupo muscular demora um pouco mais do que no corpo dos homens, deixando a articulação desprotegida por mais tempo.

Quais são os sintomas?

Se você assistiu à lesão do Ronaldo, deve imaginar que é bem fácil identificar um ligamento, mas nem sempre acontece desse jeito

É muito comum que o paciente tenha a sensação de que o joelho “saiu do lugar”, porque é possível sentir e ouvir a ruptura, e na maioria das vezes a dor não permite que a pessoa continue com os movimentos.

Quando a lesão acontece em um ligamento cruzado, o paciente pode sentir dificuldades em fazer movimentos de rotação com o joelho, calor na região machucada e inchaço. Quando a lesão é em um ligamento colateral, o paciente fica com o joelho inchado e dores agudas.

Homem fazendo fisioterapia no joelho | Lesões ligamentares do joelho Qual é o tratamento?

O diagnóstico para a lesão de cada ligamento é diferente e exige a assistência de um ortopedista especializado em lesões no joelho, que vai identificar o ligamento e a gravidade da lesão.

Em lesões no ligamento colateral, repouso, interromper as atividades diárias, anti-inflamatórios e fisioterapia formam o tratamento convencional e muitas vezes curam a lesão sem a necessidade de uma intervenção cirúrgica. Porém, em caso de grandes rompimentos, pode ser que apenas a cirurgia possa resolver o problema e essa possibilidade não pode ser descartada.

Nas lesões dos ligamentos cruzados também é possível tratar com as duas formas, convencional ou cirúrgica, a depender de gravidade do rompimento.

Vida pós-tratamento

É importante ter conhecimento que, mesmo após uma cirurgia de reconstrução, fisioterapia e repouso devem fazer parte da vida do paciente, assim como visitas regulares a um ortopedista.

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *