Notícias

18 de outubro de 2017

A relação de medicamentos com a amamentação

Durante a gravidez, você deve ter tomado todo o cuidado do mundo com a saúde do seu bebê, após o nascimento, principalmente durante a amamentação, os cuidados devem continuar os mesmos. O cordão umbilical não existe mais, mas você precisa continuar nutrindo o seu filho com o alimento mais importante da nossa vida, o leite materno.

O uso de medicamentos é uma das principais razões pelas quais as mulheres interrompem a amamentação antes do indicado, mas o que muitas delas não sabem é que a amamentação só precisa ser interrompida quando o medicamento utilizado pela mãe é contraindicado durante o período de lactação – e muitos dos remédios mais comuns não são.

Medicação pós-parto

Mulher com uma pílula na mão | A relação de medicamentos com a amamentaçãoEstima-se que, aproximadamente, 90% das mulheres vão receber pelo menos uma medicação durante a primeira semana pós-parto. A terapia medicamentosa é, na grande maioria das vezes, compatível com a amamentação, raramente sendo necessário deixar de amamentar o bebê. O momento da amamentação é muito importante para o bebê e para mãe, por conta disso muito é investido para que essa relação aconteça.

Os pediatras são constantemente questionados sobre a segurança dos medicamentos para uso durante a lactação, mas diante do limitado número de medicamentos contraindicados, um substituto adequado pode, quase sempre, ser encontrado.

Sobre os medicamentos comuns, os que a mamãe já está acostumada a usar, também é preciso conseguir o aval do médico e não sair por aí tomando qualquer analgésico para acabar com aquela dor de cabeça.

O que os medicamentos podem fazer com a amamentação?

Mulher amamentando o seu bebê | A relação de medicamentos com a amamentaçãoUma situação que raramente determina a interrupção da amamentação, mas que pode dificultar a amamentação, é o uso de medicamentos que podem alterar o gosto do leite materno.

Medicamentos com sabor desagradável podem alterar o gosto do leite materno, mas existem táticas para seguir com o medicamento sem atrapalhar a amamentação do bebê. Nesses casos, as mães devem ser orientadas a evitar a amamentação apenas no pico de concentração do medicamento no leite que, frequentemente, coincide com o pico no sangue.

Outra medida relevante é, quando possível, usar o medicamento pelo menor tempo possível, se consultando sempre com um médico para que ele possa decidir quando o medicamento não é mais necessário.

Medicamentos que requerem cuidados durante a amamentação

Remédios tarja preta, antidepressivos ou ansiolíticos, que atingem diretamente o sistema nervoso da mãe são os que mais podem ser prejudiciais ao bebê. As mulheres que utilizam esses tipos de medicamentos devem descartar o leite produzido após a ingestão do medicamento, e só amamentar horas depois da ingestão do remédio.

Para antibióticos e anti-inflamatórios, é preciso se consultar com um médico para descobrir qual a dose mínima a ser ingerida para reduzir a presença do medicamento no leite.

Medicamentos naturais

É preciso tomar cuidado com os remédios fitoterápicos também, pois nem todos os compostos naturais são seguros ao bebê. Então, antes de começar a tomar aquele chá indicado por uma amiga, converse com um médico.

O cuidado vai além dos medicamentos

Mulher escolhendo entre dois produtos na farmácia | A relação de medicamentos com a amamentaçãoApós a gravidez, é natural que a mulher sinta vontade de melhorar sua autoestima. Nesse sentido, muitas mães buscam recursos cosméticos que incluem escovas, tinturas para cabelos, cremes e toxina botulínica. É fundamental que a mãe tenha conhecimento dos riscos que esses produtos podem oferecer para a amamentação e para o bebê. Um exemplo muito comum é o questionamento aos pediatras sobre a segurança do uso de tinturas para cabelo no período da amamentação. A prática de tingir os cabelos é considerada segura nesse período, desde que o produto utilizado não contenha chumbo.

 

Pediatria no Rio de Janeiro

Tem mais dúvidas quanto ao período pós-parto? Marque a sua consulta no nosso departamento de Pediatria. Proattiva, clínica médica no Rio de Janeiro, onde atendimento de qualidade e preço justo se encontram.

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *