Notícias

18 de setembro de 2017
Enfermeira segurando duas próteses de silicone | Próteses de Mama – tudo que você queria saber

Próteses de Mama – Tudo que você queria saber

O Brasil é um dos países onde se realiza mais cirurgia plástica. Talvez por conta disso, nós contamos com algumas das melhores escolas de formação em cirurgia plástica do mundo.

A cirurgia para colocação de próteses de mama é a mais realizada no mundo, e o Brasil não foge à regra. De acordo com os últimos dados de 2015, esse foi o segundo procedimento estético mais realizado por aqui, perdendo apenas para a lipoaspiração.

Ainda assim, surgem muitas dúvidas na cabeça de milhares de brasileiras que sonham em aumentar o tamanho de seus seios. Aqui, o cirurgião plástico especialista em cirurgias da mama, o Dr. Victor Lima, tira as dúvidas mais frequentes.

Qual a idade certa para operar?

Os especialistas das Sociedades Internacionais de Cirurgia Plástica concordam que mulheres podem considerar cirurgias nas mamas a partir dos 18 anos. É a idade aproximada na qual a formação do tecido mamário chega a sua maturidade final, portanto estando pronto para sofrer intervenções cirúrgicas.

Qual o volume de próteses eu deveria colocar?

Esta é uma das dúvidas mais frequentes. É muito comum chegar ao consultório médico com uma ideia preestabelecida de qual tamanho de prótese é ideal para seu caso. Afinal, sempre temos amigas que já passaram pela cirurgia e por terem um resultado bom, achamos que precisamos de algo similar. Entretanto, é importante deixar o cirurgião fazer uma análise e os exame completos. Apenas com dados e medidas precisas do seu tórax, associado ao seu desejo de tamanho é que se pode ter uma noção de qual é o tamanho de prótese ideal.

Em resumo: cada caso é um caso e, às vezes, a prótese que ficou perfeita na sua amiga pode não ficar perfeita em você – e é dever do seu cirurgião escolher o tamanho de implante que trará a você o resultado final desejado.

É verdade que preciso trocar a prótese de 10 em 10 anos?

Não. Na realidade, estamos na 5a geração de próteses desde que começamos a realizar esta cirurgia, nos anos 1960. O que isso significa são próteses mais seguras, mais compatíveis, e com menores chances de complicações a curto e longo prazo – como ruptura dos implantes ou rejeição.

O gel de silicone é altamente coesivo e não extravasa. As cápsulas são reforçadas e, portanto, menos suscetíveis a rasgos ou furos. Além disso, os implantes utilizados por nós são recobertos por uma espuma de poliuretano que confere às próteses o mais baixo índice de contratura capsular do mercado. Mas é importante fazer um acompanhamento anual com o cirurgião para ter certeza de que tudo está no seu devido lugar.

Eu vou conseguir amamentar?

Estudos feitos nas últimas décadas no mundo todo são categóricos em afirmar que a cirurgia de prótese de mama não afeta a amamentação. A cirurgia é realizada por trás da glândula mamária, portanto o espaço ocupado pela prótese não viola as glândulas e ductos que produzem e armazenam o leite materno.

Entretanto, há de se saber que a amamentação é uma complexa atividade fisiológica dependente do bom funcionamento de diversos processos hormonais, neurológicos e psicológicos. Portanto, mesmo mulheres sadias e não operadas podem ter dificuldades na amamentação, se não houver harmonia entre todos os processos.

Como são a cirurgia e a recuperação?

A cirurgia dura em torno de 40 a 60 minutos e pode ser feita com anestesia local, com sedação ou por anestesia geral. Pode-se permanecer no hospital até a manhã seguinte ou receber alta após algumas horas. A dor pós-operatória é mínima nas primeiras 24 horas e facilmente controlada com analgésicos comuns. O retorno às atividades habituais e ao trabalho se dá com 48 horas. Retorno às atividades físicas se dá após duas semanas a três semanas.

Por cima ou por baixo dos músculos?

De maneira geral, o ideal é manter a prótese acima do músculo peitoral. Mas em alguns casos, lançamos mão de colocar as próteses por detrás do músculo para dar um contorno mais natural no polo superior das mamas em pacientes muito magras.

Funciona também para levantar os seios?

Sim. As próteses de mama têm a capacidade de levantar mamas caídas. Entretanto, quando a queda é considerável, somente a inclusão de implantes pode não ser o suficiente para reposicionar as mamas de forma adequada. Nesses casos, é necessário associar a colocação das próteses a uma técnica de suspensão mamária que retira excesso de pele e glândula.

Cirurgia Plástica na Proattiva

Conheça mais sobre o departamento de Cirurgia Plásticada Proattiva, clínica médica no Rio de Janeiro.

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *